Cevada – Benefícios para a Saúde

  • 0
  • agosto 12, 2014

Durante o tempo frio, uma grande panela de sopa fervendo lentamente no fogão aquece o coração e a lareira. A adição de cevada integral irá melhorar a saúde e o sabor de qualquer sopa ou guisado que esteja a cozinhar.

Além do seu sabor forte, a fama da cevada pelos seus níveis nutricionais assenta no facto de ser uma fonte muito rica em fibras e selénio, e uma boa fonte de fósforo, cobre e manganês.

Protecção contra o cancro da mama na pós-menopausa pelas fibras dos cereais e da fruta

Os resultados de um estudo prospectivo com 51.823 mulheres na pós-menopausa com uma média de 8,3 anos demonstraram uma redução de 34% no risco de cancro da mama nas que consumiram maior quantidade de fibra de fruta comparativamente àquelas que consumiram uma quantidade mínima. Além disso, no subgrupo de mulheres que já tinham feito tratamentos de compensação hormonal, aquelas que consumiram mais fibra, especialmente fibra de cereal, demonstraram uma redução de 50% do risco de cancro da mama em comparação com as que consumiram o mínimo de fibras.

As maçãs, as tâmaras, os figos, as pêras e as ameixas estão entre os frutos mais ricos em fibra. Quando seleccionar um cereal com um elevado teor de fibra, procure cereais integrais, dado que fornecem mais farelo (apenas 1/3 de uma chávena de farelo contém cerca de 14 gramas de fibra). Com o seu sabor rico e semelhante ao da noz, a cevada é uma boa alternativa a uma taça de papas de aveia para o pequeno-almoço. Apenas um quarto de uma chávena de cevada fornece um quarto do valor diário de fibra!

A cevada pode ajudar na prevenção de cálculos biliares

A ingestão de alimentos ricos em fibras insolúveis, como a cevada, pode ajudar as mulheres a evitar os cálculos biliares.

Em estudos sobre a ingestão global de fibras e sobre os tipos de fibras consumidos durante um período de 16 anos por mais de 69 mil mulheres, os pesquisadores descobriram que aquelas que consumiram mais fibras (solúveis e insolúveis) tinham 13% menor risco de desenvolver cálculos biliares, em comparação com as mulheres que consumiram alimentos com um teor de fibras mínimo.

As mulheres que ingeriram mais alimentos ricos em fibras insolúveis ganharam ainda mais protecção contra os cálculos biliares: um risco 17% menor em comparação com aquelas que consumiram quantidades mínimas. Adicionalmente, a protecção era proporcional à quantidade; um aumento de 5 gramas no consumo de fibras insolúveis provocou um decréscimo de 10% na ocorrência de cálculos biliares.

De que forma os alimentos ricos em fibras insolúveis ajudam a evitar os cálculos biliares? Os investigadores pensam que a fibra insolúvel não só acelera a duração do trânsito intestinal (a velocidade a que os alimento se deslocam através do intestino), como também reduz a secreção de ácidos biliares (quantidades excessivas podem contribuir para a formação de cálculos biliares), aumenta a sensibilidade à insulina e reduz os níveis de triglicérides (gorduras no sangue). Abundantes em todos os cereais integrais, as fibras insolúveis também existem nos frutos secos, na pele comestível de frutos e nos legumes, incluindo o tomate, o pepino, em muitas abóboras, nas maçãs, nas bagas e nas pêras. Além disso, os feijões também fornecem fibras insolúveis e solúveis.

As lignanas protegem contra as doenças cardíacas

Um tipo de fitonutriente especialmente abundante nos cereais integrais como a cevada são as lignanas vegetais, que são convertidas nos nossos intestinos em lignanas de mamíferos pela flora intestinal, incluindo numa denominada enterolactona que se acredita proteger contra o cancro da mama e outros cancros provocados por hormonas e contra doenças cardíacas.

Além dos cereais integrais, os frutos secos, as sementes e as bagas são fontes ricas em lignanas vegetais, e os produtos hortícolas, as frutas e as bebidas como o café, o chá e o vinho também as contêm. Quando, num estudo foram medidos os níveis de enterolactona no sangue em mais de 800 mulheres na pós-menopausa, ficou demonstrado que as mulheres que ingeriram cereais integrais em maior quantidade tinham níveis mais elevados destas lignanas protectoras no sangue. As mulheres que ingeriram repolhos e hortaliças tinham também níveis mais elevados de enterolactona.

Desenvolvimento e conservação dos tecidos do corpo

O fósforo fornecido pela cevada desempenha um papel importante na estrutura de cada célula do corpo. Além do seu papel na formação da matriz mineral do osso, o fósforo é um componente essencial de muitos outros compostos indispensáveis à vida, incluindo o trifosfato de adenosina ou ATP, a molécula do organismo que transporta energia.

O fósforo é um componente importante dos ácidos nucleicos, que são a base do código genético. Além disso, o metabolismo dos lípidos (gorduras) depende do fósforo, sendo este um componente essencial das estruturas que contêm lipídeos, como as membranas celulares e as estruturas do sistema nervoso. Uma chávena de cevada cozida fornece 23,0% do valor diário de fósforo.

Joana Layna

Sobre Joana Layna

A Joana trabalha como escritora e editora desde 2005, seu trabalho tem aparecido em revistas e antologias em todo o mundo. A Joana, que é licenciada em Jornalismo, atualmente se concentra em diversos tópicos, incluindo estilo de vida saudável, família, animais de estimação e nutrição.

Deixe um Comentário