Urtiga - Benefícios para a Saúde

  • 0
  • agosto 12, 2014

A Urtiga tem sido utilizada há várias centenas de anos, para tratamento de dores musculares e das articulações, de eczemas, artrite, gota e anemia; actualmente é muito utilizada no tratamento de infecções das vias urinárias e para ajudar a retardar a hipertrofia da próstata (chamada hiperplasia prostática benigna, ou BPH), febre dos fenos (rinite alérgica); pode também ser utilizada, sob a forma de creme ou de cataplasma, para o tratamento de dores nas articulações, entorses, distensões musculares, tendinites, e ainda para picadas de insectos.

A hiperplasia prostática benigna (BPH)

Injecções de raiz de urtiga são amplamente utilizadas na Europa para tratar a HBP.

Vários estudos efectuados sobre este assunto, levaram á conclusão que a Urtiga combinada com outras ervas, principalmente com a Saw palmetto (Serenoa repens) pode ser muito eficaz no alívio e na diminuição da incontinência urinária, no esvaziamento completo da bexiga – quando a urina “sai ás pinguinhas” - e em situações inflamatórias em que há uma constante vontade de urinar; estes sintomas são causados pelo aumento da próstata, que começa a exercer pressão sobre a uretra (o tubo que esvazia a urina da bexiga).

Estudos feitos em laboratório mostraram que as injecções de urtiga fornecem substâncias semelhantes ás da finasterida (um medicamento habitualmente prescrito para BPH) destinado a retardar o crescimento de certas células da próstata; no entanto, ao contrário da finasterida, a Urtiga não diminui o tamanho da próstata.

Os cientistas não estão certos da razão por que a raiz de urtiga reduz os sintomas; pensam que talvez sejam as substâncias químicas que entram na sua composição e que afectam as hormonas, incluindo a testosterona e o estrogénio, ou porque actua directamente sobre as células da próstata.

Para o tratamento da HBP, deve sempre consultar o seu médico, pois é importante obter um diagnóstico correcto, que despiste qualquer hipótese de cancro da próstata.

Osteoartrose

As folhas e os caules da Urtiga têm sido usado ao longo da História para tratar a artrite e as dores musculares; os estudos são poucos e não conclusivos, mas sugerem que algumas pessoas sentem alívio das dores habituais, ao aplicarem folhas de urtiga, topicamente, na zona dolorida; outros estudos mostram que tomar o extracto de urtiga, juntamente com anti-inflamatórios não-esteroidais (NSAIDs), ajudou a diminuir a dose de NSAID.

A febre dos fenos

Alguns estudos feitos, mostraram que as pessoas que sofriam de febre dos fenos, que tomaram Urtiga, reduziram os espirros e os pruridos de pele; os investigadores pensam que isto se pode dever à capacidade da urtiga em reduzir as quantidades de histamina, que o corpo produz em resposta a um alergénico; contudo, ainda são necessários mais estudos para confirmar as propriedades anti-histamínicas da Urtiga.

Alguns médicos recomendam que se tome uma preparação liofilizada de Urtiga bem antes do início da temporada de febre dos fenos.

Outras Acções

Alguns estudos feitos em laboratório indicam que a Urtiga pode baixar os níveis de açúcar no sangue e a tensão arterial, mas ainda não existem provas suficientes que confirmem tais propriedades em seres humanos.

 

Pedro Silva

Sobre Pedro Silva

O Pedro Silva é o editor chefe do i-legumes.com, especialista em nutrição. Ele é apaixonado por ajudar as pessoas a alcançar seus objetivos de saúde e bem-estar.

Deixe um Comentário