Valeriana

  • 0
  • agosto 12, 2014

Valeriana tem sido usado para aliviar a insónia, a ansiedade e a agitação nervosa desde o século 2 DC, e tornou-se muito popular na Europa no século 17. É também muito utilizada para tratar dores de estômago e como diurético.

Estudos científicos recentes têm vindo a confirmar a utilização de Valeriana para fins medicinais.

O uso de Valeriana como sedativo suave já foi aprovado pela Comissão de Saúde da Alemanha; também a “United States Food and Drug Administration “ (entidade reguladora Americana para da alimentação e saúde) reconhece a valeriana “como geralmente segura” para fins medicinais.

A Valeriana é uma planta perene, originária da Europa e que pode atingir os 2 metros de altura; cresce espontaneamente em terrenos húmidos e também pode ser cultivada para decorar jardins; os caules são erectos, e terminam num cacho de flores brancas, roxas ou rosa-claro, que florescem em Junho; as raízes são acinzentadas e, quando fresca, não têm praticamente cheiro.

A Valeriana tem um cheiro muito acentuado; é frequentemente combinada com outras ervas calmantes, como o maracujá (Passiflora incarnata), o lúpulo (Humulus lupulus), a cidreira (Melissa officinalis), a skullcap (Scutellaria lateriflora), e a kava (Piper methysticum) para tornar o cheiro menos activoo cheiro; a Kava, no entanto, tem sido associada a danos no fígado, pelo que o melhor é evitar tomá-la.é o melhor modo de evitá-lo.

Nomes alternativos:

Valeriana officinalis, Valeriana wallichi ( Valeriana Indiana) , Valeriana leschenauitic, Valeriana brunoniana,

Pedro Silva

Sobre Pedro Silva

O Pedro Silva é o editor chefe do i-legumes.com, especialista em nutrição. Ele é apaixonado por ajudar as pessoas a alcançar seus objetivos de saúde e bem-estar.

Deixe um Comentário