acelga verde acelga laranja acelga laranja plantação acelgas Clique nas fotos para ampliar





Couve de Bruxelas - Benefícios para a Saúde

 

 










Couve de Bruxelas Protege contra o Câncer

Os fitonutrientes encontram-se na couve de Bruxelas, aumentando a actividade dos sistemas naturais de defesa do corpo que protegem contra doenças, incluindo câncer. Cientistas descobriram que o sulforafano, um dos poderosos fitonutrientes glucosinolatos encontrados em couves de Bruxelas e de outros vegetais crucíferos, aumenta a desintoxicação do organismo, as enzimas que alteram a expressão gênica, ajudando a que as substâncias cancerígenas alastrem mais rapidamente.


Voltar ao Topo

As Crucíferas diminuem o risco de cancro da bexiga

Tanto na população humana como em estudos efectuados em animais, se verificou consistentemente que as dietas ricas em vegetais crucíferos, como a couve de Bruxelas, bróculos, couve, repolho e couve-flor, estão associadas com uma menor incidência de certos cancros, incluindo o do pulmão, cólon, mama e ovário. Actualmente, a pesquisa publicada no International Journal of Cancer (H Zhao, Lin J) sugere que o câncer da bexiga também se pode juntar à lista.

Uma dieta rica em vegetais crucíferos mostra um risco de menos 29% de contrair câncer de bexiga, em relação aos participantes que ingerem menos alimentos desta família de produtos hortícolas.

Os benefícios protectores das crucíferas foram ainda mais acentuados em três grupos, geralmente com maior risco de cancro da bexiga: homens, fumadores e indivíduos mais velhos (com pelo menos 64 anos).

Diagnosticado em cerca de 336 mil pessoas a cada ano mundialemnte, o câncer de bexiga é três vezes mais susceptível de afectar os homens do que as mulheres, segundo a European School of Oncology.

As crucíferas, cujas propriedades são bem conhecidas contra o câncer, são igualmente apontadas como solução para combater os seus altos níveis de fitoquímicos activos, chamados glucosinolatos, que o nosso corpo metaboliza em isotiocianatos, um poderoso anti-cancerígeno.

Pesquisadores mostram que os isotiocianatos oferecem à bexiga, em particular, uma protecção significativa, provavelmente devido à maioria dos compostos produzidos pelo metabolismo isotiocianato no percurso da bexiga para excreção da urina.


Voltar ao Topo

Optimize a desintoxicação das suas células e capacidade de limpeza

Há cerca de 20 anos que se sabe que muitos fitonutrientes trabalham como antioxidantes para desarmar os radicais livres antes que eles possam danificar o DNA, as membranas celulares e as moléculas de gordura que contêm, como o colesterol. Actualmente, novas pesquisas revelam que os fitonutrientes em vegetais crucíferos, como a couve de Bruxelas, trabalham a um nível muito mais profundo. Estes compostos dão realmente um sinal para que os nossos genes aumentem a produção de enzimas envolvidas na desintoxicação, o processo de limpeza através dos quais o nosso corpo elimina compostos nocivos.

Os fitonutrientes em vegetais crucíferos iniciam uma dança intricada dentro das nossas células, em que tanto os elementos de resposta directa do gene, como o equilíbrio entre as etapas de dezenas de parceiros de enzimas de desintoxicação celular, executam o seu papel protector em perfeito equilíbrio com os outros dançarinos. A sinergia natural dos resultados optimiza a capacidade que as nossas células têm para desarmar e limpar os radicais livres e as toxinas, incluindo agentes cancerígenos em potencial, o que pode ser explicado porque os vegetais crucíferos conseguem baixar o risco de câncer de forma mais eficaz do que qualquer outro legume ou fruta.


Voltar ao Topo

A Couve de Bruxelas promove a pele saudável e a função imunológica

As couves de Bruxelas são uma excelente fonte de vitamina C, antioxidante primário do corpo solúvel em água. A vitamina C auxilia a função imunológica e na fabricação de colágeno, uma proteína que forma a substância base das estruturas do corpo, incluindo pele, tecido conjuntivo, cartilagem e tendões. Um grande estudo realizado em cerca de 20.000 homens e mulheres na Inglaterra, descobriu que as pessoas com níveis mais elevados de vitamina C tinham metade do risco de morrer de doença cardíaca, derrame ou câncer. O risco de morrer de doença cardíaca foi reduzido em 71% nos homens e 59% para as mulheres no grupo com os maiores níveis de vitamina C.

Além disso, uma xícara de couves de Bruxelas contém 1.122 UI de vitamina A, com UI 669 acrescido de beta-caroteno, os quais desempenham um papel importante na defesa do organismo contra infecções gerando uma pele flexível e brilhante.


Voltar ao Topo

Ricas em fibras, as Couves de Bruxelas dão um apoio saudável ao cólon

Adicione as couves de Bruxelas na sua dieta, e vai aumentar a sua ingestão de fibras. Uma xícara de couve de Bruxelas contém mais de 4 gramas de fibra, e tanto as fibras solúveis como as insolúveis estão presentes em quantidades aproximadamente iguais. A fibra não só tem a capacidade de provocar a sensação de estar cheio, satisfazendo sua fome, mas alimenta as células que revestem as paredes do cólon, promovendo a sua saúde e ajudando a prevenir contra doenças como a diverticulose e câncer de cólon. Além disso, a fibra possui funções auxiliares, formando um banco macio e volumoso que é facilmente transmitido.


Voltar ao Topo

A Couve de Bruxelas Oferece Benefícios cardiovasculares

O consumo de vegetais crucíferos, como a couve de Bruxelas, é conhecido por reduzir o risco de uma série de cânceres, especialmente o de pulmão, cólon, mama, ovário e bexiga. Nos nossos dias, a pesquisa revela que as crucíferas proporcionam também benefícios cardiovasculares significativos.


Voltar ao Topo

A Couve de Bruxelas Oferece Protecção contra a Artrite Reumatóide

Embora um estudo em animais de laboratório sugira que altas doses de vitamina C suplementar possa causar osteoartrite, um tipo de artrite degenerativa que ocorre com o envelhecimento, outro indica que os alimentos ricos em vitamina C, como a couve de Bruxelas, fornecem protecção contra os seres humanos com poliartrite inflamatória , uma forma de artrite reumatóide que envolve duas ou mais articulações.


Voltar ao Topo

A Couve de Bruxelas contra defeitos congénitos

Especialmente em casos de gravidez, considere aprender a amar as couves de Bruxelas. Uma xícara de couve de Bruxelas possui 93,6 mg de ácido fólico, uma vitamina B essencial para a divisão celular adequada, pois é necessária na síntese do ADN. Sem o ácido fólico, as células do feto no sistema nervoso não se dividem correctamente.

A deficiência de ácido fólico durante a gravidez tem sido associada a vários defeitos congénitos, incluindo os defeitos do tubo neural, como a espinha bífida. Apesar de a ampla ocorrência de ácido fólico nos alimentos (o seu nome vem da palavra latina folium, que significa "folha", porque é encontrada em vegetais de folhas verdes), a deficiência de ácido fólico é a deficiência de vitamina mais comum no mundo.


Voltar ao Topo

Deixe o seu comentário

 

 


Importante:
Este artigo e a informação presente não tem como objectivo servir de aconselhamento médico e não deverá nem poderá ser seguido como substituto de consulta médica.


O i-legumes.com apenas lista os nutrientes e os eventuais benefícios para a saúde de uma alimentação baseada em legumes. O site não pretende aconselhar sobre como curar sintomas, doenças ou condições e toda a informação aqui lista nunca dever ser seguida para alteração da sua alimentação ou hábitos de saúde. Consulte sempre o seu médico para aconselhamento sobre a sua alimentação e saúde.